Stryper

O Stryper é uma banda de Hard rock e Heavy metal de Condado de Orange na Califórnia. Formada em 1983, são considerados um dos pioneiros do metal cristão. Stryper teve muito sucesso durante os anos 80, antes da banda acabar no começo dos anos 90, mas foi novamente reunida em 2003 voltando a tocar o white metal pelo mundo, apesar da nova aparencia e do novo estilo de música, o que assustou muitos fãns, mas não como em 1990, já que dessa vez o que mudou foi o gênero das novas músicas, estas mudanças podem ser ouvidas no álbum Reborn.

  • Nome da Banda
  • A palavra “Stryper” em inglês, significa listras. Talvez seja por isso que eles se vestem de listras pretas e amarelas.
    De acordo com a banda, o nome “Stryper” é originado do versículo da Bíblia, Isaías 53:5:
    Em inglês: “But he was pierced for our offenses, crushed for our sins, Upon him was the chastisement that makes us whole, by his stripes we are healed.”
    Em português: “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas chagas fomos sarados.” (Na tradução do versículo, a palavra “stripes” não tem a ver com listras, mas com marcas causadas por flagelação.)
    Tal referêcia bíblica também faz parte do símbolo da banda.
    Além disso, existem siglas atribuídas a posteriori para o nome Stryper:
    Salvation Through Redemption, Yielding Peace, Encouragement and Righteousness.
    Salvação Através de Redenção, Trazendo Paz, Justiça e Retidão.

  • Integrantes
  • Michael Sweet
    Oz Fox
    Robert Sweet
    Tracy Ferrie

  • História
  • Formada em 1983 pelos irmãos Michael (vocalista) e Robert Sweet (baterista) e os amigos Oz Fox (guitarrista) e Timothy Gaines (baixista, tecladista).

    Em 1984, assinam com a Enigma Records, e em julho saiu o EP “The Yellow And Black Attack”, com 6 músicas. Mas o Primeiro grande lançamento, foi “Soldiers Under Command”, de 1985, que vendeu mais de meio milhão de cópias em todo o mundo.

    Em 1986, saiu “To Hell With The Devil”, considerado por muitos o melhor trabalho do Stryper. O EP “The Yellow And Black Attack” foi re-lançado como álbum completo, com duas músicas a mais, “My Love I’ll Aways Show” e “Reason For The Season”.

    Em 1988, o Stryper grava “In God We Trust”, destacando a música “I believe in You”, que no Brasil fez parte da trilha sonora da novela “O Salvador da Pátria”, exibida pela TV Globo. Saindo da turnê desse disco, retiraram-se para 8 meses de ensaios no estúdio de Robert Sweet. O resultado foi “Against The Law” de 1990, que deixou alguns fãs confusos com a mudança da aparência do Stryper.

    Isso levou numerosos rumores e perguntas sobre a sinceridade da fé da banda. Pois até “In God We Trust”, as mensagens eram bem claras acerca da vida cristã, já no trabalho “Against The Law” as letras não condiziam com o que os integrantes pregavam anteriormente.

    Em 1991 sai “Can’t Stop The Rock”, uma coletânea de músicas gravadas de 1984 à 1991, incluindo duas novas músicas, “Believe” e “Can’t Stop The Rock” que é a resposta da banda para aqueles que ficaram surpresos na mudança do Stryper que aparecia no disco anterior. Mas nem tudo eram flores no Glam Rock: as críticas, vindas de todos os lados, não tardaram a ser lançadas contra aqueles que estavam mudando a cara da música cristã americana. Depois de gravar o disco já citado, o “Against The Law”, uma manifestação de puro protesto e sem nenhuma referência ao Senhor Jesus, a Deus ou a Salvação, não é difícil de se imaginar o que rolou depois disto: brigas, intrigas e muita confusão.

    “Perdemos o nosso foco, esquecemos a mensagem. Começamos com festas, bebidas e tudo mais. Passamos a viver o que condenávamos no palco.”
    Michael Sweet.
    “Foi aí, que Deus entrou em cena e fez parar a bagunça. Hoje sei que Deus nos perdoou e sou-lhe grato pela chance de fechar as portas do passado.”
    Michael Sweet.
    Em janeiro de 1992, Michael segue sua carreira solo. Michael era o primeiro a reaparecer na mídia, quando fechou negócios com uma nova gravadora, esta união resultou em dois álbuns solos: “Real” e “Self”. Em 1998, Tim e Oz se unem no Sin Dizzy. Em 2002, a Hollywood Records, faz um convite a banda a lançarem um novo disco, que é lançado em 2003, “Seven: The Best Of Stryper” e logo em seguida surge um Tour na América que se transforma em mas um novo disco: “7 Weeks: Live in America, 2003”. Porém, em setembro de 2004, Tim Gaines deixa a banda, após longos 21 anos, somente eles mesmos sabem o real motivo.

    Em 2005 foi lançado outro álbum “Reborn”. Esse é o novo Stryper, de novo estilo músical.

  • Discografia
  • Álbuns

    The Yellow And Black Attack EP (1983)
    Soldiers Under Command (1985)
    The Yellow And Black Attack (1986)
    To Hell With The Devil (1986)
    In God We Trust (1988)
    Against The Law (1990)
    Can’t Stop The Rock (1991)
    Seven: The Best Of Stryper (2003)
    7 Weeks: Live in America, 2003 (2003)
    Reborn (2005)

    Videografia

    Live in Japan (1985)
    In The Beginning (1987)
    Stryper burning flame live in japan 89 (1989)
    Stryper Expo (2000)
    Stryper Expo II: West Side Story (2001)
    Greatest Hits: Live in Puerto Rico (2006)

    Página oficial www.Stryper.com

    Os comentários estão desativados.

    %d blogueiros gostam disto: